Moçambique: Presidente da República alivia medidas de contenção da pandemia

O Presidente da República, Filipe Nyusi, decidiu manter as medidas do decreto 76/2021 de 24 de Setembro, mas com 26 excepções. Entre os reajustes, consta o encerramento de praias, a extensão do recolher obrigatório para a meia noite, o alargamento da capacidade máxima permitida nos ginásios e nos locais de culto em todo o território nacional, número de participantes em reuniões do Estado passa a ser de 100 pessoas em locais fechados e 250 pessoas em locais abertos e abertura de bares.

As novas medidas entram em vigor a partir das zero horas de 25 de Outubro, e vão vigorar até 20 de Dezembro de 2021.

Em comunicação à Nação na noite deste domingo, 24 de Outubro, a partir do Palácio da Ponta Vermelha, na cidade de Maputo, Nyusi disse que as novas medidas foram tomadas, com base em cinco pressupostos, a saber, a melhoria dos indicadores, a situação dos países vizinhos, a necessidade de consolidar ganhos, o princípio de gradualismo e proporcionalidade, a necessidade de assegurar capacidade de apoio para aquisição de materiais e vacinas.

“Por causa das pessoas sérias, o país tem estado a melhorar em todos os indicadores da pandemia”, referiu Filipe Nyusi.

Ainda hoje, o Chefe do Estado fez saber que o número de participantes em velórios passa de 20 para 50 pessoas em óbitos cuja causa não foi COVID-19, a Função Pública deixa de ter escalas de rotatividade, os centros comerciais passam a funcionar das 9h-20h, os bottle stores passam a adoptar o horário das 9h-18h de segunda à sábado, permanecendo fechados aos domingos e aos feriados e os bares estão autorizados a abrir das 9h-20h.

Aurelio Sambo- correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin