Moçambique: Presidente da República exonera ministro do Interior

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, exonerou nesta terça-feira, 09 de novembro, Amade Miquidade do cargo de ministro do Interior. A informação foi divulgada através de uma nota de imprensa da Presidência da República

Um dos motivos da saída de Miquidade terá sido o facto de não ter conseguido, através das suas unidades policiais e de inteligência, travar o fenómeno dos raptos e assassinatos no país. Também o número dos acidentes de viação, algo que o governante se tinha proposto a combater, aumentou e manchou o seu desempenho. 

Na mesma nota pode ler-se que foi igualmente destituída Adelaide Anchia Amurane, do cargo de ministra na Presidência para Assuntos da Casa Civil. 

Ambas as exonerações foram feitas ao abrigo da alínea a) do número dois do artigo 159 da Constituição da República de Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin