Moçambique: Presidente da República exonera ministro do Interior

O Presidente da República de Moçambique, Filipe Nyusi, exonerou nesta terça-feira, 09 de novembro, Amade Miquidade do cargo de ministro do Interior. A informação foi divulgada através de uma nota de imprensa da Presidência da República

Um dos motivos da saída de Miquidade terá sido o facto de não ter conseguido, através das suas unidades policiais e de inteligência, travar o fenómeno dos raptos e assassinatos no país. Também o número dos acidentes de viação, algo que o governante se tinha proposto a combater, aumentou e manchou o seu desempenho. 

Na mesma nota pode ler-se que foi igualmente destituída Adelaide Anchia Amurane, do cargo de ministra na Presidência para Assuntos da Casa Civil. 

Ambas as exonerações foram feitas ao abrigo da alínea a) do número dois do artigo 159 da Constituição da República de Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin