Moçambique

Moçambique: PRM boicota missão terrorista em Cabo Delgado

Presidente Filipe Nyusi com elementos da Polícia da República de Moçambique (PRM)
Presidente Filipe Nyusi com elementos da PRM

Polícia da República de Moçambique (PRM) divulgou que abortou na passada sexta-feira01 de janeiro, uma tentativa de ataque à vila de reassentamento de Quitunda, em Palma. 

Durante essa operação realizada na província de Cabo Delgado, informou ainda, foi abatido um alegado informante dos terroristas. Uelemento da PRM ficou ferido. 

Os insurgentes estavam, alegadamente, infiltrar os seus informantes na zona, num acto preparatório para mais um ataque com data desconhecida. Ao terem ficado a par do sucedido, as autoridades foram até ao local com o seu efetivo. 

Quando chegaram, os invasores dispararam. A PRM acabou por ter de responder da mesma forma, de acordo com o superintendente da Polícia e porta-voz da corporação em Cabo Delgado, Ernesto Madungue. 

polícia sentiu-se obrigada a abrir fogo e, daí, um suposto informante dos terroristas acabou sendo alvejado mortalmente no local. E também foi alvejado pelo mesmo suposto terrorista um dos membros da PRM, que neste momento está a receber cuidados médicos no hospital”esclareceu. 

Entretanto, as Forças de Defesa e Segurança encontram-se no terreno e a polícia garante que a situação está calma. “O trabalho continua no sentido de devolver a segurança e a ordem nas pessoas que neste momento encontram-se atormentadas”, explicou.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo