Moçambique: Professor e agente da FADM detidos por envolvimento no tráfico de drogas

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve na última semana duas pessoas, Distrito de Namacurra, na província da Zambézia, acusados por crime de posse e tráfico internacional de drogas. Durante a detenção terão sido encontradas quantidades não especificada de heroína e metanfetamina.

Os detidos foram um professor de desenho da escola secundária Bonifacio Gruveta Massamba e um Tenente Das Forças Armadas e Defesa de Moçambique (FADM), afecto à base Naval de Macuse. A detenção destes indivíduos ocorreu após várias denúncias populares sobre o escoamento de drogas no Porto de Macuse vindas de alto mar e trazidas a terra por duas pequenas embarcações.

De acordo com Maximino Amílcar, Porta-Voz do Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) na Zambézia, no dia 5 de novembro, uma equipa multi sectorial dirigiu-se ao local onde estavam as drogas, tendo sido recebida com disparos de armas de fogo, não havendo a possibilidade de deter os traficantes pois estes puseram-se em fuga.

Entretanto a PRM, remeteu o caso ao SERNIC, que por sua vez, abriu as suas linhas operativas que colheram todas informações necessárias que terminaram com a detenção dos dois agentes e funcionários do Estado. As autoridades referem haver mais envolvidos, estando as investigações ainda estão em curso.

“O tenente era proprietário das duas embarcações a motor frequentemente envolvidas em operações de transbordo de droga do alto mar para o porto de Macuse, a partir de navios que circulam no canal de Moçambique e o professor tinha a responsabilidade de manusear a droga via terrestre. Neste caso há suspeita de participação de altas individualidades na Zambézia, assim como a nível nacional como caso de um deputado da Assembleia da República” explica o porta-voz do SERNIC.

O Serviço Nacional de Investigação ao Criminal reitera que vai continuar a ser implacável na perseguição dos traficantes e exorta os cidadãos a não se envolverem em actos criminosos.

De referir que os envolvidos encontram-se encarcerados na Penitenciária Provincial da Zambézia aguardando pelos trâmites processuais. Este é o segundo caso de drogas pesadas em Macuse em menos de cinco meses.

Aurelio Sambo – Correspondente

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…
Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

O líder da UCID, João Santos Luís, comentou nesta terça-feira, 03 de janeiro, a mensagem de Ano Novo do Presidente…
Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

No dia em que assumiu a presidência do Brasil pela terceira vez, Luiz Inácio Lula da Silva assinou vários decretos…
Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Arrancou ontem, 03 de janeiro, em Moçambique, o processo de Recenseamento Militar edição 2023, sob o lema: “Recenseamento Militar: Promovendo…