Moçambique: Professores contra regresso à escola devido ao terrorismo

Um grupo de professores do ensino primário do distrito de Macomia, na província de Cabo Delgado, contestou uma ordem de regresso às escolas. Isto porque, explicaram os docentes, existe insegurança naquela zona devido a ataques armados.

A ordem surge através de uma decisão do Serviço Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia, assente num comunicado publicado em março, a pedir o regresso de todos os professores primários para as suas escolas, alegando haver segurança.

Os professores consideram que se forem para Macomia vão ficar expostos ao terrorismo, uma vez que o local já foi invadido. Alguns desses profissionais encontram-se refugiados em Pemba, capital provincial de Cabo Delgado.

Ao ser entrevistado, um dos docentes lembrou que os terroristas chegaram a invadir a vila de Macomia mesmo na presença das Forças de Defesa e Segurança, como aconteceu em maio de 2020.

Os profissionais pediram que as autoridades esperassem até à situação voltar à normalidade, mesmo que tal possa acontecer apenas em 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Noruega abre duas novas áreas offshore para captura e armazenamento de carbono

Noruega abre duas novas áreas offshore para captura e armazenamento de carbono

O governo norueguês lançou duas novas áreas para injeção e armazenamento de dióxido de carbono na plataforma continental norueguesa. O…
Angola: Partidos passam a assumir despesas da fiscalização do registo eleitoral

Angola: Partidos passam a assumir despesas da fiscalização do registo eleitoral

O diretor nacional para o Registo Eleitoral Oficioso, Fernando Paixão, informou que os partidos políticos terão de assumir as despesas…
Reduzir o açúcar em alimentos embalados pode prevenir doenças em milhões de pessoas

Reduzir o açúcar em alimentos embalados pode prevenir doenças em milhões de pessoas

Cortar 20% do açúcar dos alimentos embalados e 40% das bebidas poderia prevenir 2,48 milhões de eventos de doenças cardiovasculares…
Cabo Verde: Governo preocupado com taxa de vacinação em Santiago Norte

Cabo Verde: Governo preocupado com taxa de vacinação em Santiago Norte

O Governo cabo-verdiano voltou a partilhar a sua preocupação em relação à “baixa taxa de vacinação” contra a Covid-19 no…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin