Moçambique: Promotores dos ataques armados vão a tribunal

O Ministério Público de Moçambique informou que vai, em conjunto com o seu órgão auxiliar Serviço Nacional de Investigação Criminal, investigar e instruir processos-crime nos teatros operacionais Norte e Centro do país.

O objetivo, acrescentou, é submeter à justiça penal os promotores dos ataques armados que ocorrem no território moçambicano.

A garantia foi avançada pela Procuradora-Geral da República, Beatriz Buchili, na abertura do ano judicial, que decorreu na cidade de Maputo sob o lema “Por Um Judiciário Protetor do Meio Ambiente”.

Ainda segundo Buchili, o Ministério Público, enquanto instrumento legal do Estado-coletividade e que tem como missão assegurar a observância da legalidade e exercer a ação penal, vai fazer de tudo para que os crimes cometidos pelos terroristas na província de Cabo Delgado e pela autodenominada Junta Militar da Renamo, em Manica e em Sofala, sejam devidamente instruídos e os autores responsabilizados judicialmente.

“Associamo-nos aos esforços do Governo, que, através das Forças de Defesa e Segurança, tudo tem estado a fazer para garantir a integridade do país e a vida das populações, de modo que os processos sigam para a responsabilização penal”, frisou.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

África do Sul detém alegado líder de sequestros em Moçambique

África do Sul detém alegado líder de sequestros em Moçambique

A polícia da África do Sul deteve no sábado, 07 de janeiro, um homem que estava a ser procurado por…
Timor-Leste: Presidente quer marcar eleições legislativas para maio

Timor-Leste: Presidente quer marcar eleições legislativas para maio

O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, informou que vai ouvir este mês os partidos com assento parlamentar e outras forças…
Angola: UNITA capacita deputados sobre proposta do OGE

Angola: UNITA capacita deputados sobre proposta do OGE

O grupo parlamentar da UNITA realizou um seminário sobre a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2023 no…
Portugal: Costa oferece mais apoio humanitário e militar à Ucrânia

Portugal: Costa oferece mais apoio humanitário e militar à Ucrânia

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, informou nesta segunda-feira, 09 de janeiro, que conversou ao telefone com o Presidente da…