Moçambique recebe apoio de 4.6 biliões de meticais da Alemanha

Moçambique recebeu nesta quinta-feira, 17 de junho, 4.6 biliões de meticais da Alemanha para o setor da Educação e obras públicas. A quantia foi disponibilizada no âmbito do Acordo de Cooperação Financeira do ano fiscal de 2020 entre os dois países

O destino deste apoio financeiro é a aplicação em projetos de desenvolvimento económico e social. Tal acontece numa fase em que a pandemia da Covid-19 e outros contratempos colocam em risco o cumprimento do Plano Económico e Social (PES) do Governo

Assim, os 4.6 biliões de meticais doados pelo Governo alemão poderão melhorar as contas do país. Este dinheiro foi entregue simbolicamente através do referido acordo de cooperação financeira entre ambos os países. 

Além dos setores da Educação e obras públicas municipais, o montante vai ser aplicado na modernização de infraestruturas da rede nacional de energia elétrica. 

“Este acordo sublinha que Alemanha continua a ser um parceiro estratégico de Moçambique, tanto a nível bilateral como no âmbito da cooperação Moçambique e União Europeia”, declarou o Embaixador da Alemanha em Moçambique, Lothar Freischlader.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Moçambique: Frelimo preocupada com acidentes de viação

Moçambique: Frelimo preocupada com acidentes de viação

O secretário-geral da Frelimo, Roque Silva, declarou que a prevenção dos acidentes de viação e o combate à Covid-19 devem ser reforçados. Isto porque, segundo o…
Portugal regista mais 3.194 infetados por covid-19 e ultrapassa os 900 mil casos desde o início da pandemia

Portugal regista mais 3.194 infetados por covid-19 e ultrapassa os 900 mil casos desde o início da pandemia

O boletim epidemiológico, divulgado pela Direção Geral da Saúde esta sexta feira, refere que o número de casos confirmados de…
Presidente da Guiné-Bissau pede melhor tratamento para guineenses em Cabo Verde

Presidente da Guiné-Bissau pede melhor tratamento para guineenses em Cabo Verde

O chefe de Estado da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, considerou “inaceitável” que houvesse rumores de guineenses barrados à entrada dos aeroportos em Cabo Verde, país onde se…
Timor-Leste: Dirigentes querem demissão de vice-primeira-ministra

Timor-Leste: Dirigentes querem demissão de vice-primeira-ministra

Dirigentes políticos timorenses defenderam nesta sexta-feira, 09 de julho, que a vice-primeira-ministra, Armanda Berta dos Santos, deveria demitir-se por motivos de “ética política”.  A…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin