Moçambique recebe mais militares da SADC

A Missão militar da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral para Moçambique (SAMIM) anunciou que vai destacar mais homens para a província de Cabo Delgado. O objetivo é assegurar que as áreas recuperadas não voltem a cair nas mãos dos terroristas expulsos. 

A informação foi avançada pelo chefe da missão, Mpho Molomo. Apesar de não ter avançado números, mencionou que iriam ser reforçadas forças de infantaria. 

Recorde-se que a SAMIM integra contingentes da África do Sul, Angola, Botsuana, Lesotho e Tanzânia, nas especialidades das forças aéreas, de inteligência, navais e terrestres, que atuam em coordenação com as Forças de Defesa e Segurança. 

Molomo referiu ainda que as operações militares em Cabo Delgado têm “custos onerosos”, principalmente numa altura em que o mandato foi estendido por mais três meses. No entanto, não divulgou a quantia usada para a operação militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin