Moçambique: Reconstruir Cabo Delgado custa USD 300 milhões

O Plano de Reconstrução de Cabo Delgado está orçado em 300 milhões de dólares (aproximadamente 257 milhões de euros). Este projeto já foi aprovado em Conselho de Ministros pelo Governo moçambicano. 

“O orçamento total deste plano é de cerca de 300 milhões de dólares, sendo que são destinados à implementação de ações de curto prazo”, informou o primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário. 

A declaração foi feita durante uma apresentação a parceiros internacionais, a quem é pedido apoio para que Moçambique consiga realizar a reconstrução da província de Cabo Delgado. Recorde-se que esta é uma zona frequentemente atacada por grupos armados desde outubro de 2017. 

Ainda de acordo com o chefe do Governo, as ações de curto prazo devem ser aplicadas no prazo de um ano e incluem “a reposição da administração pública, unidades sanitárias, escolas, energia, abastecimento de água, saneamento, telecomunicações, vias de acesso, identificação civil, apoio psicossocial e autoemprego, sobretudo para jovens”, entre outras. 

“A nossa expectativa é que, com base neste documento, os parceiros possam identificar as áreas de intervenção e indicar como se poderão juntar aos esforços do Governo na mobilização de recursos para a implementação deste plano”, acrescentou.

Algumas medidas já se encontram em andamento, como a assistência em bens alimentares e outros, incluindo ‘kits’ de abrigo para as populações dos distritos de Macomia, Mocímboa da Praia, Nangade, Palma e Quissanga. Também já foi reposta a energia elétrica em alguns locais da província, entre os quais Awasse, Mocímboa da Praia, Mueda e Nangade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

Cabo Verde: Correia e Silva quer Economia Digital a valer 25% do PIB

O primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, tem como meta fazer com que a Economia Digital contribua com 25% do Produto Interno Bruto (PIB). Este objetivo…
Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

Grécia quer cooperar com Angola na Segurança Marítima

A Grécia manifestou a Angola o seu desejo de estabelecer cooperação nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. Essa…
Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

Moçambique: INGD alerta para risco de inundações e cheias

A presidente do Instituto Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres (INGD) Luísa Meque, apelou às comunidades que residem nas…
Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin