Moçambique regista tiros e roubo de 1,4 milhões de meticais em Maputo

Um grupo de quatro assaltantes roubou 1,4 milhões de meticais (cerca de 20 mil euros) nesta terça-feira, 27 de abril, em Maputo. A informação foi avançada à imprensa pelo porta-voz da Polícia da República de Moçambique na capital do país, Leonel Muchina. 

Segundo esta fonte, o assalto ocorreu na Avenida Irmãos Roby, no centro de Maputo. A vítima trata-se de um funcionário de uma empresa que tinha a responsabilidade de depositar o valor, referente às receitas da instituição, numa agência bancária local. 

 Houve disparos contra a viatura da vítima durante o roubo, tendo esta parado e, nessa altura, sido levadas as maletas com dinheiro. Depois, os assaltantes entraram em outra viatura e conseguiram fugir. 

As autoridades disseram ainda que, apesar dos tiros, não houve registo de feridos. Entretanto, continuam a trabalhar na localização dos criminosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

Estreia "Calígula morreu. Eu não" no D. Maria II, uma coprodução que junta Portugal e Espanha

“Calígula morreu. Eu não“, espetáculo com encenação de Marco Paiva e texto da dramaturga espanhola Clàudia Cedó, chega à Sala…
Moçambique: Governo promete igualdade de género

Moçambique: Governo promete igualdade de género

O Governo moçambicano reiterou o compromisso de trabalhar para garantir a igualdade de género no país, em conjunto com todos os intervenientes sociais. O foco, disse,…
Deputado Paulo Porto dedica mensagem à diáspora portuguesa

Deputado Paulo Porto dedica mensagem à diáspora portuguesa

O deputado Paulo Porto, eleito pelo círculo de fora da Europa, gravou uma mensagem para a diáspora portuguesa em virtude…
Timor-Leste sofre subida de denúncias de violência de género

Timor-Leste sofre subida de denúncias de violência de género

Os casos de violência de género reportados à justiça quase duplicaram em Timor-Leste, tendo estas denúncias sido feitas em vários municípios. Isto acontece depois…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin