Moçambique: Registadas 25 ocorrências de violência armada nas províncias de Cabo Delgado e Niassa

Durante o mesmo de Dezembro findo, nas províncias de Cabo Delgado e Niassa, foram registadas e reportadas 25 ocorrências de violência armada, protagonizadas pelos terroristas que reivindicam pertencer ao Estado Islâmico. Esta é uma anotação do mais recente Relatório Mensal do Projeto de Monitoria da Violência Armada – ACLED, que refere ainda, que na sequência dos ataques registados em Dezembro pelo menos 61 pessoas perderam a vida.

De acordo com ACLED, as mortes, registaram-se nos distritos de Macomia, Mocímboa da Praia, em Cabo Delgado e Mecula, Lago e Muembe na província de Niassa.

ACLED registou 25 ocorrências de violência política organizada nas províncias de Cabo Delgado e Niassa em Dezembro, resultando em 61 fatalidades reportadas. As fatalidades reportadas foram mais elevadas no distrito de Macomia, onde insurgentes repetidamente realizaram ataques a civis e entraram em confronto com as forças do Estado moçambicano, milícias locais e tropas da Missão de Força em Estado de Alerta da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) em Moçambique (SAMIM) ” lê-se no documento.

O relatório de dezembro da ACLED, refere ainda do esforço em curso, das autoridades moçambicanas, que contam com apoio das forças ruandesas e da SADC, a violência armada em Cabo Delgado, de forma particular, está a reduzir, ao terem sido registados 121 incidentes em 2021, contra 297 no ano 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin