Moçambique: Registados 900 casos de exploração de menores no país

A Rede Came, uma associação que se dedica à proteção dos direitos das crianças, defendeu a revisão urgente do quadro legal em Moçambique para reforçar o combate interno ao tráfico de crianças para diversos fins.

O país registou nos primeiros nove meses deste ano 900 casos de exploração de menores, sendo as crianças maioritariamente usadas para trabalho infantil, o que acontece principalmente na capital, Maputo.

Matilde Zitha, da Rede Came, afirmou à imprensa que existem sérias preocupações no que diz respeito à exploração das crianças no território moçambicano. A associação, que congrega 30 organizações da sociedade civil e confissões religiosas, considera que há um aumento de menores envolvidos no comércio informal e em outras formas de exploração nas principais cidades do país.

Entretanto, a Comissão Nacional dos Direitos Humanos de Moçambique disse que a observação dos direitos da criança no país deixa muito a desejar e que os desafios ainda são enormes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

A deputada do PAICV, Carla Lima, observou que a “erosão” da liberdade de imprensa em Cabo Verde “é um facto indesmentível”. Segundo a…
Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

O Vice-Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang Mangue, partilhou a sua preocupação relativamente ao desemprego juvenil no país. Tendo em conta esta situação, falou…
Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Em Portugal o “Público” noticia que o “PS lança novo portal que permite pagamento de quotas e adesões online”. De acordo com o…
As primeiras memórias podem começar aos dois anos e meio

As primeiras memórias podem começar aos dois anos e meio

Em média, as primeiras memórias que as pessoas podem recordar remontam a quando tinham apenas dois anos e meio de…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin