Moçambique: Renamo apreensiva com coligação Afonso Dhlakama

A Renamo está preocupada com a existência de uma coligação chamada Afonso Dhlakama, nome de um ex-líder do partido, que morreu em maio de 2018.

O secretário-geral da Renamo, André Magibire, apelou a que ninguém aceitasse aquilo que considera ser “brincadeiras de mau gosto”. A afirmação foi feita em comunicação com os membros da formação política em Pemba, segundo o “MMO Notícias”.

“Não se baralhem. A Renamo é una e indivisível. O presidente é Ossufo Momade. Não estamos a dizer que os outros partidos não podem fazer política, podem fazer sim senhor, mas usem os seus nomes, as suas bandeiras”, começou por explicar.

“Mas acham que se alguém tivesse criado a coligação eleitoral ‘Samora Machel’ [ex-líder da Frelimo] no notário iam aprovar? Ou coligação eleitoral ‘Eduardo Mondlane’ [um dos fundadores da Frelimo] iam aprovar? Mas porque é que aprovaram quando se diz Afonso Dhlakama?”, questionou o segundo membro mais importante da Renamo.

O político considera que o objetivo é fragilizar o seu partido nas eleições. “Sabem porquê? É para tentar dividir-nos. Estão a perceber, não é? Vai-se na mesa de votação e tem partido Renamo de um lado a concorrer e, do outro lado, a coligação Afonso Dhlakama. Não acham que isso vai baralhar as pessoas?”, partilhou.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

O candidato à presidência do MpD, Orlando Dias, iniciou 2023 com a apresentação de uma Nova Carta Política para unir…
Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

O novo secretário provincial da UNITA na Lunda Norte, Francisco Cacoma, prometeu na terça-feira, 03 de janeiro, que vai adotar…
Moçambique: Presidente de Quelimane promete pagar 13º mês de 2022

Moçambique: Presidente de Quelimane promete pagar 13º mês de 2022

O Presidente do Município da Cidade de Quelimane, na Província da Zambézia, Manuel de Araújo, prometeu, na tarde de 4…
Timor-Leste: PIB não-petrolífero subiu 3,9% em 2022

Timor-Leste: PIB não-petrolífero subiu 3,9% em 2022

O Produto Interno Bruto (PIB) não-petrolífero de Timor-Leste cresceu 3,9% em 2022, de acordo com os dados provisórios do Ministério das Finanças. …