Moçambique

Moçambique: Renamo critica deserção de membros para Frelimo

Líder da Renamo, Ossufo Momade

A Renamo considera contrária ao “pluralismo político” a apresentação pública de 160 membros do principal partido da oposição em Moçambique a declararem a sua filiação à Frelimo. O caso trata-se assim de uma deserção.

Esses ex-militantes da Renamo que optaram pela deserção foram apresentados numa cerimónia pública no fim de semana. O evento ocorreu no posto administrativo de Dombe, localizado na província de Manica.

A comemoração foi dirigida pelo primeiro secretário do Comité Provincial do partido no poder, Tomás Chithlango.

Em reação ao sucedido, o porta-voz da Renamo, José Manteigas, acusou a Frelimo de implementar uma estratégia de fragilização da oposição. Segundo o próprio, este é um acto “contraproducente”.

Para o representante da formação política dirigida por Ossufo Momade é estranha a desfiliação de militantes do partido e sua militância na Frelimo. Isto porque a situação acontece numa altura em que a Renamo e o Governo da Frelimo estão envolvidos na implementação do Acordo de Paz e Reconciliação Pública.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo