Líder da Renamo, Ossufo Momade

Moçambique: Renamo dará decisão final sobre regalias na Assembleia

O líder da Renamo, Ossufo Momade, anunciou que a bancada do seu partido vai reunir-se para decidir sobre o Estatuto do Funcionário Parlamentar, que prevê as polémicas regalias tão contestadas pelo povo. 

Recorde-se que o documento tem sido fortemente criticado por alguns cidadãos. Houve quem chegasse a manifestar-se junto à Assembleia, mas a Polícia da República de Moçambique (PRM) acabou por intervir e impedir o protesto. 

O Estatuto do Funcionário e Agente Parlamentar foi aprovado, na generalidade, na terceira sessão ordinária da Assembleia da República, através do consenso das três bancadas do Parlamento, incluindo a da Renamo. Após contestações e ainda sem a aprovação do documento em definitivo, Momade considera uma possível mudança de posicionamento da sua bancada. 

“Nós estamos com a população. Enquanto a população não concordar com qualquer aspecto, estaremos com o povo”, defendeu. 

O dirigente lembrou que a bancada da Renamo não aprovou o documento em definitivo, ou seja, na especialidade. Assim, “vai chegar altura que a bancada vai reunir e vai decidir sobre o seu posicionamento no Parlamento”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

Guerra na Ucrânia causa 422 mil refugiados

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) partilhou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que já são mais…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin