Moçambique: Renamo disponível para receber membros da Junta Militar

O secretário-geral da Renamo informou que o partido está aberto a receber os dissidentes que eram dirigidos pelo falecido Mariano Nhongo na Junta Militar. Segundo André Magibire, são muito baixas as possibilidades de retaliação à morte de Nhongo

Esse cenário “é uma possibilidade, ainda que remota. O que nós queremos é que todos voltem porque não queremos falar de perigo, nem de retaliação, de vingança, porque a haver vingança teremos situações similares (…) que voltem a casa, que todos sejam desmobilizados, vamos trilhar este caminho da paz e da reconciliação nacional”, apelou durante uma entrevista concedida ao Programa Noite Informativa, da STV

“Esta pretensão de que todos voltassem a casa nós já tivemos há bastante tempo, mesmo com Mariano Nhongo em vida, e continuamos a dizer voltem. Agora, isso cabe a eles perceberem que é preciso voltar. Nós temos as nossas representações, as nossas delegações políticas, é só ir e se apresentar e a liderança será comunicada e serão bem recebidos e encaminhados para o processo de DDR [Desarmamento, Desmobilização e Reintegração]. Nós como partido estamos abertos para receber qualquer uma das pessoas para que juntos possamos trabalhar”, concluiu. 

A Renamo indica que existe um registo de pelo menos 60 militantes da Junta Militar que já aderiram ao DDR. 

Magibire acrescentou que a Renamo irá estar presente no funeral do seu antigo militante, antigo estratega militar do malogrado Afonso Dhlakama, ex-presidente da organização política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin