Moçambique: Renamo preocupada com ataques armados

A Renamo manifestou preocupação em relação aos ataques armados em Moçambique, que têm acontecido frequentemente nas zonas Centro e Norte do país.

Quanto aos ataques armados na zona Norte, que ocorrem na província de Cabo Delgado desde outubro de 2017, o maior partido da oposição condenou a atuação dos terroristas.

A posição foi partilhada pela presidente da Liga Feminina da Renamo, Maria Inês, que aproveitou a ocasião do dia do Destacamento Feminino da Renamo, assinalado neste domingo, 05 de julho.

Sobre a pandemia da Covid-19, apelou à tomada de medidas de prevenção. “O nosso país está a atravessar momentos difíceis por causa da pandemia da Covid-19, que está abalando o mundo, sendo que para a sua prevenção e combate somos chamados todos a observar as medidas que têm sido anunciadas pelas entidades da saúde, como a lavagem as mãos com água e sabão ou cinza, sempre que for necessário”.

Foram destacadas ainda medidas como o “uso de máscaras de proteção ao sair de casa para a via pública, a observância do distanciamento social de um metro e meio em lugares de aglomeração de pessoas e ficar em casa, caso não haja necessidade imperiosa de sair”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia: Conflito causa mais de meio milhão de crianças refugiadas

Ucrânia: Conflito causa mais de meio milhão de crianças refugiadas

A UNICEF avança, através de um comunicado de imprensa, que o conflito na Ucrânia já causou em uma semana mais…
Ataque da Rússia a central nuclear faz cair bolsas europeias

Ataque da Rússia a central nuclear faz cair bolsas europeias

As principais bolsas europeias estiveram a negociar nesta sexta-feira, 04 de março, em forte baixa. O motivo deve-se ao ataque…
Revista de Imprensa Lusófona de 04 de março de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 04 de março de 2022

Na Guiné-Bissau a “ANG” escreve “Covid-19: Governo renova vigência de Estado de Alerta em Saúde Pública que terminaria no sábado”.…
Líbia : “Ser wali de Tahala é um exercício de resiliência permanente”, diz Ahmed Hima

Líbia : “Ser wali de Tahala é um exercício de resiliência permanente”, diz Ahmed Hima

O antigo vice wali (governador) de Ghat, Líbia, Ahmed Hima foi recentemente nomeado wali da região de Tahala, situada entre…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin