Moçambique: Reserva de Niassa sem registo de abate de elefantes em quatro anos consecutivos

A Reserva Especial do Niassa, que envolve parte das províncias de Niassa e Cabo Delgado, não regista, abate de elefantes por caçadores furtivos pelo quarto ano consecutivo. O anúncio foi feito no último domingo, no distrito de Magude, na província de Maputo, pela Ministra da Terra e Ambiente, Ivete Maibaze, que falava por ocasião do Dia Internacional do Fiscal da Flora e Fauna Bravia que assinalado à 31 de Julho. 

O feito é fruto das ações de várias unidades de fiscalização e protecção da biodiversidade, órgãos da administração da justiça e comunidades locais.  “Temos a oportunidade de destacar que, pelo quarto ano consecutivo, particularmente na Reserva Especial do Niassa, não registamos abate de elefantes, que era um dos maiores problemas que vinhamos enfretando”, anunciou a Ministra.

A Reserva Especial do Niassa, a maior área protegida no país, foi fundada em 1960 e destaca-se por possuir grande variedade de animais, como leões, elefantes, búfalos e outros. 

O Dia Internacional do Fiscal foi instituído à 31 de Julho de 2007 pela Federação Internacional do Fiscal e este ano, no país, a data celebrou-se sob lema “Promovendo a Participação Activa da Mulher na Fiscalização da Biodiversidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 04 de agosto de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 04 de agosto de 2022

O “Ver Angola” partilha que o líder do MPLA “João Lourenço compromete-se a instituir autarquias no segundo mandato”. De acordo…
Cabo Verde: PR quer celeridade no caso Amadeu Oliveira

Cabo Verde: PR quer celeridade no caso Amadeu Oliveira

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, insistiu para que as instâncias judiciais ajam com rapidez no…
Moçambique: Prevista exportação de 250 MW de energia elétrica

Moçambique: Prevista exportação de 250 MW de energia elétrica

A empresa Electricidade de Moçambique (EDM) estima um aumento de cerca de 250 Megawatts no fornecimento de energia aos países…
Angola: CASA-CE quer continuar luta contra a corrupção

Angola: CASA-CE quer continuar luta contra a corrupção

O dirigente da CASA-CE, Manuel Fernandes, reiterou nesta terça-feira, 02 de agosto, o desejo de continuar a luta contra a…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin