Moçambique: réus do caso Amurane condenados ao fim de cinco anos

O Tribunal Judicial da Província de Nampula condenou a penas de prisão de 20 e 23 anos os dois réus acusados do homicídio de Mahamudo Amurane. A decisão foi tomada depois de as provas apresentadas pelo Ministério Público não terem deixado margem para dúvidas.

O edil da cidade de Nampula foi assassinado a tiro na noite de 4 de Outubro de 2017, na sequência de uma desavença gerada no âmbito de uma reunião com o vereador Saíde Ali Abdulremane e o empresário da construção civil Zainal Abdul Satar.

Sem o conhecimento de Amurane, Abdulremane e Abdul Satar tinham assinado um memorando de entendimento para a aquisição de um espaço no centro da cidade, mas o documento foi revogado pelo presidente do Conselho Municipal de Nampula, instalando um conflito entre eles.

Depois de muitos avanços e recuos, o caso fica agora concluído, com os réus a terem de cumprir longas penas nos próximos anos.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

Guiné Equatorial: Vice-presidente acusa Espanha de "humilhar" o país

O vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang, acusa a Espanha de “humilhar” e “desacreditar” o país depois de a…
Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

Moçambique: Operação "Vulcão IV" decorre no distrito de Macomia

As Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) informaram nesta terça-feira, 03 de janeiro, que está em curso a Operação…
Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

Timor-Leste: Taxa de execução do OGE 2022 foi de 78,75%

O Governo de Timor-Leste executou em 2022 cerca de 78,75% do valor total do Orçamento Geral do Estado (OGE) desse…
Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…