Moçambique: SADC abate 17 terroristas e destrói base em Cabo Delgado

A missão da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa) em Moçambique conseguiu abater 17 insurgentes durante uma operação realizada na província de Cabo Delgado. Foi também destruída uma base terrorista no local. 

O anúncio foi feito neste domingo, 26 de setembro, tendo sido ainda reportada a morte de um soldado das tropas da SADC durante a ofensiva. A ação decorreu no sábado, dia 25, em apoio às forças moçambicanas. 

O alvo foi uma base em Chitima, no distrito de Nangade, que faz fronteira com a Tanzânia, ao longo do rio Rovuma. “Ao que tudo indica, a base era comandada pelo xeque Njile North”, pode ler-se num comunicado. 

A SADC informou ainda sobre três soldados seus terem ficado feridos, mas disse que já se encontram em recuperação. 

Houve ainda confronto com outro grupo de rebeldes a sul do rio Messalo, no interior da província, onde se suspeita que haja mais bases de terroristas. A força conjunta “conseguiu matar um rebelde e confiscar três espingardas”, e ainda “capturar um professor suspeito” de fazer parte da insurgência e “que está a ser interrogado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin