Moçambique: Sector de Género, Mulher e Acção Social capacita mais de 200 mulheres em Niassa

O Sector de Género, Mulher e Acção Social, na província de Niassa, norte de Moçambique, capacitou no primeiro semestre deste ano 232 mulheres, com vista a elevar as suas capacidades na intervenção no processo de desenvolvimento social nas respectivas comunidades.

A Governadora daquela província, Elina Judite Massengele, que falava durante o Conselho Coordenador Provincial do Género, Criança e Acção Social, disse que das 232 mulheres, 100 foram treinados em matérias de empreendedorismo e gestão de negócios e 132 em conteúdos sobre igualdade e equidade de género.

Judite Massengele, acrescentou que no mesmo período, 30.728 mulheres das 48.998 famílias assistidas beneficiaram do Programa de Segurança Social Básico, que visa aliviar os níveis da pobreza nas famílias.

Igualmente, segundo a Governadora de Niassa, 61 crianças do sexo feminino, foram assistidas depois de terem sido resgatadas de uniões prematuras em diferentes distritos daquela província. 

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…