Moçambique: Sofala regista um crescimento económico de cerca de 4,4% até ao 3º trimestre de 2021

O Governador de Província de Sofala, Lourenço Ferreira Bulha, durante a prestação de conta a membros da Assembleia Provincial, na sua VI Sessão Ordinária deste órgão no dia 13 de dezembro, informou que a província regista um crescimento económico de cerca de 4.4% até ao 3.º trimestre de 2021.

A sessão, com duração de dois dias (13 e 14 de dezembro), é presidida pela Antónia Simão Chare, a Presidente da Assembleia Provincial de Sofala. Lourenço Bulha, Chefe do Conselho Executivo Provincial de Sofala fez saber na ocasião que a produção global da província de Sofala atingiu cerca de 54,57 mil milhões de meticais, de um plano de 64,66 mil milhões, representando assim uma realização de 84.4%.

O dirigente disse ainda que a prática da Agricultura, Produção Animal, Caça e Florestas, contribuiu na produção global com 51.8%; seguido dos Serviços de Transportes e Armazenagem com uma contribuição de 20.9%; indústria transformadora com 13.5%, Pesca e Aquacultura com 10.2%.

No sector da educação, Sofala registou um crescimento de 0.7% da rede escolar do ensino geral, passando de 949 escolas em 2020 para 956 escolas em 2021. Na saúde houve um crescimento de cerca de 1.9% da rede sanitária, passando de 163 unidades sanitárias em 2020, para 167 em 2021, facto que reduziu a distância média percorrida pela população à procura de cuidados primários de saúde de 11,56 km em 2020 para 11,39 km no igual período de 2021.

Ainda no período em análise, o destaque vai para assistência de 2,608 crianças nos Comités Comunitários de Protecção à Criança em todos os Distritos, e criados 13 Comités Comunitários de Protecção à Criança.

No âmbito do Desenvolvimento das Infraestruturas, o Conselho Executivo Provincial direcionou os esforços na construção de infraestruturas de Educação, Saúde, saneamento, e várias intervenções na componente de abastecimento (água), passando assim a taxa de cobertura rural a situar-se em 71.5%, contra os anteriores 53.8% de 2020.

No fim, Lourenço Bulha falou que os ganhos, resultam do empenho abnegado da população, o motor do sector produtivo, a quem encorajou a continuar com esse ritmo, para o desenvolvimento e progresso da Província.

Aurelio Sambo – Correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin