Moçambique: Soldado sul africano do contigente da SADC morre em emboscada em Cabo Delgado

Um soldado sul-africano que integrava a força da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), SAMIM, nas siglas em inglês, morreu depois de ter caído numa emboscada montada na segunda-feira, 20 de Dezembro, por terroristas, próximo à Vila de Chai na província de Cabo Delgado.

Há também informações que alegam que na mesma emboscada teriam sido feridos e mortos militares Moçambicanos. A notícia foi confirmada nesta terça-feira, 21 Dezembro, pelo brigadeiro-general Andries Mahapa, director de comunicações corporativas do exército sul-africano, que descreveu que, enquanto aguardavam um helicóptero no encontro, “os militares foram novamente atacados pelos insurgentes”.

“Durante este incidente, um membro foi baleado e declarado morto no local”, disse Mahapa, acrescentando que “o corpo dele foi levado de volta para a base táctica de Chai.” Aquele responsável afirmou que continuam as investigações para se determinar a extensão dos ferimentos do soldado baleado e a perda de equipamentos durante o ataque.

A SAMIM, integrada por quase três mil tropas de vários países da SADC chegou em Julho a Moçambique e desde 9 de Agosto tem ajudado as Forças de Defesa e Segurança no combate aos terroristas em Cabo Delgado, juntamente com um contingente de quase dois mil militares e polícias do Ruanda.

O país enfrenta uma insurgência alegadamente de influência islâmica desde Outubro de 2017, que segundo as autoridades já deixou mais de três mil mortos, provocou mais de 850 mil deslocados e destruiu centenas de propriedades e infraestruturas.

Aurelio Sambo – Correspondente

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin