Moçambique: Terrorismo adia regresso das petrolíferas até 2023

A consultora Eurasia considera improvável que as companhias energéticas internacionais recomecem os trabalhos no Norte de Moçambique nos próximos 12 meses. O motivo deve-se aos frequentes ataques terroristas existentes nessa zona do país, que colocam em risco a vida dos trabalhadores das petrolíferas. 

“O potencial para o Estado Islâmico providenciar financiamento e recursos aos insurgentes e a possível chegada de reforços da Tanzânia vai provavelmente fortalecer a insurgência, tornando o recomeço do projeto de exploração de gás natural liquefeito nos próximos 12 anos improvável”, pode ler-se num comentário aos principais acontecimentos em várias economias africanas, citado pela “Lusa”. 

Esse comentário foi enviado pela Eurasia aos investidores, podendo ainda ler-se que “a insurgência deverá persistir no seguimento da reorganização do grupo terrorista que opera em Moçambique”

Recorde-se que no dia 10 de maio os terroristas atacaram o distrito de Macomia. O Estado Islâmico designou Moçambique como uma das suas províncias (Wilaya Moçambique), afirmam os analistas, salientando que esse anúncio “demonstra a reorganização das operações do grupo terrorista em África e um alargamento das suas operações no País”

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Revista de Imprensa Lusófona de 06 de janeiro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 06 de janeiro de 2022

O “Jornal de Angola” menciona “Partido FNLA admite pendente na entrega do relatório financeiro”. No “Portal de Angola” lê-se “PRS…
Guiné-Bissau Caso N'Batonha: Forças de ordem impedem vigília de ambientalistas

Guiné-Bissau Caso N'Batonha: Forças de ordem impedem vigília de ambientalistas

As Forças de ordem impediram esta quarta-feira (04.1) a vigília das Organizações da Sociedade civil contra a “destruição” do Parque…
Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

Cabo Verde: Orlando Dias apresenta Nova Carta Política para unir o MpD e a Nação

O candidato à presidência do MpD, Orlando Dias, iniciou 2023 com a apresentação de uma Nova Carta Política para unir…
Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

Angola: UNITA promete mudanças na Lunda Norte

O novo secretário provincial da UNITA na Lunda Norte, Francisco Cacoma, prometeu na terça-feira, 03 de janeiro, que vai adotar…