Moçambique: Total diminui força de trabalho no país

A petrolífera francesa Total decidiu reduzir a sua força de trabalho em Moçambique, na sequência do recente ataque armado contra Palma. Recorde-se que este local é a sede do distrito do projeto de gás em Cabo Delgado, que acabou por ser suspenso. 

De acordo com as declarações de uma fonte dadas à agência “Lusa”, a redução foi feita “como discutido com as autoridades e em conformidade com a legislação moçambicana”

Esta situação acontece depois de a empresa e firmas subcontratadas terem retirado todo o pessoal do local do projeto, na península de Afungi, durante a semana que se seguiu ao ataque a 24 de março à vila de Palma, situada a cerca de dez quilómetros. 

O consórcio do projeto de gás natural liquefeito deveria ter nesta altura cerca de 6.000 trabalhadores no local de implantação do projeto, entre funcionários diretos e subcontratados, devendo ser a maioria moçambicanos. 

Trata-se do maior investimento privado em África, que engloba o valor de 20 mil milhões de dólares (16,5 mil milhões de euros). Estava previsto que, dessa quantia, deveria ser canalisado 12,5% para empresas locais durante a construção. 

Já a 26 de abril a Total acabou por fazer uma declaração de força maior, assumindo-se “incapaz de cumprir as suas obrigações em resultado da severa deterioração da situação de segurança em Cabo Delgado, um assunto que está completamente fora do controlo da Total”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: Militantes do MPLA pedem melhores condições sociais

Angola: Militantes do MPLA pedem melhores condições sociais

Os militantes do MPLA dos distritos urbanos do Palanca e Golfe 1, no município do Kilamba-Kiaxi, localizado na província de Luanda, apelaram…
Guiné-Bissau assume a presidência rotativa da Assembleia Parlamentar da CPLP

Guiné-Bissau assume a presidência rotativa da Assembleia Parlamentar da CPLP

A capital guineense acolheu de 7 a 8 de Julho a 10ª Assembleia Parlamentar dos Países da Língua Oficial Portuguesa…
Moçambique: Frelimo preocupada com acidentes de viação

Moçambique: Frelimo preocupada com acidentes de viação

O secretário-geral da Frelimo, Roque Silva, declarou que a prevenção dos acidentes de viação e o combate à Covid-19 devem ser reforçados. Isto porque, segundo o…
Portugal regista mais 3.194 infetados por covid-19 e ultrapassa os 900 mil casos desde o início da pandemia

Portugal regista mais 3.194 infetados por covid-19 e ultrapassa os 900 mil casos desde o início da pandemia

O boletim epidemiológico, divulgado pela Direção Geral da Saúde esta sexta feira, refere que o número de casos confirmados de…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin