Moçambique: Tropas da SADC resgataram 47 civis em Quissanga

A Força em Estado de Alerta da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa) resgatou 47 civis que tinham sido raptados pelos terroristas. O acontecimento foi registado na quarta-feira, 13 de outubro, nas aldeias de Bilibiza e Namaluku, no distrito de Quissanga, localizado na província de Cabo Delgado

Entre os cidadãos resgatados encontram-se crianças, mulheres e idosos. As vítimas foram sequestradas nos distritos de Macomia e Mocímboa da Praia. 

De acordo com fontes locais, não houve nenhum tipo de confronto militar entre as tropas da SADC e os terroristas. Isto porque os cinco insurgentes que guardavam as vítimas puseram-se em fuga na altura em que apareceu a força regional. 

As mesmas fontes partilharam que as 47 pessoas foram entregues às autoridades moçambicanas no distrito de Macomia, para questões de identificação, antes de regressarem ao convívio familiar. 

Mais de 200 pessoas foram resgatadas das mãos dos insurgentes desde o início da intervenção militar regional e ruandesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin