Moçambique: Vários ataques terroristas em Mecula causaram 3.803 deslocados

O distrito de Mecula, na província moçambicana do Niassa, registou sete ataques terroristas entre novembro e dezembro de 2021. As invasões frequentes já causaram 3.803 deslocados internos

As informações foram divulgadas pela Governadora do Niassa e avançadas pela “Carta de Moçambique”. Elina Judite Massegele esteve em Mecula na quarta-feira, 12 de janeiro. 

Esse é assim o distrito mais afetado pela onda de ataques terroristas. “Já reforçámos a Polícia da República de Moçambique (PRM) e as Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) nas posições mais vulneráveis, com vista a conter o alastramento do fenómeno, incluindo os locais atacados”, disse a responsável do Niassa. 

“Porém, a população tem um papel importante na sensibilização para manter a vigilância e incentivar a denúncia de movimentos estranhos ao nível do distrito”, afirmou. 

São cerca de 1.192 as famílias correspondentes a 3.803 deslocados internos, que se encontram no centro de acolhimento da vila-sede de Mecula. O Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD) e outras organizações humanitárias distribuíram tendas, lonas, plásticos para cobertura, cereais, oleaginosas, óleo alimentar e roupa diversa. 

Foram também construídas 244 cabanas, 19 latrinas. Fata construir 173 cabanas e 14 latrinas para as famílias que ainda não têm um lugar para ficar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Timor-Leste: Diáspora na Coreia do Sul enviou mais de USD 30 milhões

Os trabalhadores timorenses na Coreia do Sul já enviaram para Timor-Leste, de 2009 a 2021, cerca de 39 milhões de dólares…
Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

Cabo Verde: Plano Nacional de Habitação investe 1.500 ME até 2030

O Plano Nacional de Habitação de Cabo Verde estima um investimento de 1.500 milhões de euros até 2030. De acordo com a estimativa do referido…
Angola tem autossuficiência em seis produtos alimentares

Angola tem autossuficiência em seis produtos alimentares

O Governo angolano divulgou que o ananás, a banana, a batata-doce, a carne de cabrito, a mandioca e os ovos são os produtos que alcançaram a autossuficiência no país.  Isto…
Moçambique: Época chuvosa condiciona estradas e pontes na zona sul e centro do país

Moçambique: Época chuvosa condiciona estradas e pontes na zona sul e centro do país

A Administração Nacional de Estradas, ANE, IP. lançou dia 12 de janeiro alerta de que distrito de Phafuri, na Provincia…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin