Moçambique: Vários ataques terroristas em Mecula causaram 3.803 deslocados

O distrito de Mecula, na província moçambicana do Niassa, registou sete ataques terroristas entre novembro e dezembro de 2021. As invasões frequentes já causaram 3.803 deslocados internos

As informações foram divulgadas pela Governadora do Niassa e avançadas pela “Carta de Moçambique”. Elina Judite Massegele esteve em Mecula na quarta-feira, 12 de janeiro. 

Esse é assim o distrito mais afetado pela onda de ataques terroristas. “Já reforçámos a Polícia da República de Moçambique (PRM) e as Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) nas posições mais vulneráveis, com vista a conter o alastramento do fenómeno, incluindo os locais atacados”, disse a responsável do Niassa. 

“Porém, a população tem um papel importante na sensibilização para manter a vigilância e incentivar a denúncia de movimentos estranhos ao nível do distrito”, afirmou. 

São cerca de 1.192 as famílias correspondentes a 3.803 deslocados internos, que se encontram no centro de acolhimento da vila-sede de Mecula. O Instituto Nacional de Gestão de Desastres (INGD) e outras organizações humanitárias distribuíram tendas, lonas, plásticos para cobertura, cereais, oleaginosas, óleo alimentar e roupa diversa. 

Foram também construídas 244 cabanas, 19 latrinas. Fata construir 173 cabanas e 14 latrinas para as famílias que ainda não têm um lugar para ficar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin