Oxford Economics prevê diminuição da inflação em Moçambique

A consultora Oxford Economics África partilhou que a inflação em Moçambique deverá registar 6,5% em 2023. Esta percentagem representa um um abrandamento quando comparada com os 10,3% de 2022.

“Prevemos agora que o preço médio do barril de petróleo Brent fique nos 87,6 dólares por barril no último trimestre do ano, ou seja 1,1 por cento abaixo do registo no último trimestre de 2022, o que vai ajudar o governo moçambicano a manter a estabilidade nos preços dos combustíveis a nível nacional”, escreveram os analistas da consultora numa nota citada pela “Lusa”.

“Como também acreditamos que o governo mantenha a indexação, na prática, do metical nos 63,94 dólares por metical até final de 2023, prevemos agora que a taxa média da inflação abrande de 10,3 em 2022 para 6,5 por cento este ano”, pode ler-se ainda.

A inflação baixou no passado mês de agosto para 4,93%, segundo os dados divulgados neste mês de setembro pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Partidos alertam para a agudização da instabilidade e caos total

Guiné-Bissau: Partidos alertam para a agudização da instabilidade e caos total

A Coligação PAI Terra Ranka e o Fórum para a Salvação da Democracia, que congrega MADEM-G15, PRS e APU-PDGB, reuniram…
Moçambique recebe mais USD 60 milhões do FMI

Moçambique recebe mais USD 60 milhões do FMI

Moçambique vai receber 60 milhões de dólares do Fundo Monetário Internacional (FMI), no âmbito do programa de assistência ao país. …
Cabo Verde: CMP trabalha para resolver reivindicações dos trabalhadores

Cabo Verde: CMP trabalha para resolver reivindicações dos trabalhadores

A Câmara Municipal da Praia (CMP) reafirmou o compromisso de resolver as reivindicações dos trabalhadores. No entanto, sublinhou que muitos…
Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Oito funcionários do Departamento da Migração de Lilongue e mais dois civis foram, esta quinta-feira (11), detidos por suspeita de…