Moçambique

Presidente moçambicano exonera ministro dos Recursos Minerais e Energia

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, exonerou na quinta-feira Pedro Couto do cargo de ministro dos Recursos Minerais e Energia, informa uma nota da Presidência, que não adianta as razões da exoneração do ministro dos Recursos Minerais e Energia nem se refere à sua substituição no cargo.

Pedro Couto deixa o cargo quase dois anos após a investidura do Governo de Filipe Nyusi, na sequência da sua vitória nas eleições gerais de outubro de 2014.
No entanto, Pedro Couto passa a ocupar o novo cargo de presidente do Conselho de Administração da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB).

O ex-ministro substitui Paulo Muxanga, que liderava a HCB desde 2007 e que tornou-se o primeiro moçambicano a ocupar aquele cargo, tendo substituído, na altura, o português Joaquim Silva Correia.

A empresa encerrou o ano de 2015 com lucros superiores a 4000 milhões de meticais (mais de 63 milhões de euros), representando uma evolução positiva de 73% face ao ano anterior.

A HCB é maioritariamente detida pelo Estado moçambicano, com 85%, depois do acordo de reversão assinado com Estado português, que na altura controlava a barragem. situada na província de Tete, centro de Moçambique, a HCB foi criada em fevereiro de 1970, ainda sob domínio colonial português, e começou a sua operação em 1977.

Além de abastecer o mercado de Moçambique, a HCB fornece energia elétrica a vários países da África Austral, sendo a maior barragem da África Austral.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo