Programa Mundial de Alimentação apoia Moçambique no combate à fome

O Programa Mundial de Alimentação (PMA) das Nações Unidas, vai apoiar Moçambique no combate à fome com um total de 167 milhões de dólares, num novo plano de apoio que se estende até 2021, informa a Rádio ONU. O objetivo deste novo programa de apoio é garantir o acesso a alimentos nutritivos e ainda aumentar a resiliência aos choques climáticos. Este plano estratégico já entrou em vigor em julho de 2016.

Em cinco anos, a iniciativa pretende garantir que as pessoas beneficiárias tenham acesso a alimentos nutritivos e ajudar que se tornem mais resistentes aos choques climáticos a que Moçambique é cada vez mais propenso.

A diretora nacional do PMA em Moçambique, Karin Manente, referiu que este plano tem como base desafios à escala global, tais como os que figuram na Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. Karin Manente lembrou a importância do apoio através de parcerias estratégicas e sublinhou que “a fome e a desnutrição é uma questão multissetorial que não é só PMA, é um trabalho de muitos”.

A outra meta é reforçar parcerias, sistemas e instituições nacionais necessários para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), em particular o ODS 2, que prevê atingir a fome zero nos próximos 13 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Guiné-Bissau: PGR quer inquérito sobre “envenenamento” do Primeiro-ministro

Guiné-Bissau: PGR quer inquérito sobre “envenenamento” do Primeiro-ministro

O Procurador-geral da República (PGR), Fernando Gomes, instruiu a Vara Crime do Tribunal Regional de Bissau para a abertura de…
Revista de Imprensa Lusófona de 15 de junho de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 15 de junho de 2021

Na Guiné Equatorial o “Governo estuda o levantamento do toque de recolher em Bata e começa com aulas presenciais”, de acordo com…
Dieta saudável rica em fruta pode reduzir risco de diabetes tipo 2

Dieta saudável rica em fruta pode reduzir risco de diabetes tipo 2

Num estudo com 7.675 australianos, o maior consumo de frutas foi associado a melhores índices de tolerância à glicose e…
Cabo Verde: PAICV preocupado com pobreza no Paul

Cabo Verde: PAICV preocupado com pobreza no Paul

O dirigente da bancada do PAICV, Nilton Delgado, realçou no discurso feito na sessão solene da Assembleia Municipal do Paul que a pobreza é o maior desafio neste concelho. …
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin