SADC abate 11 terroristas em Cabo Delgado

As tropas da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa) abateram mais 11 terroristas em Moçambique. A operação decorreu nas matas da província de Cabo Delgado, segundo uma nota de imprensa emitida pela Missão Militar da região em Moçambique (SAMIM, sigla em inglês) e divulgada pela “Carta de Moçambique”. 

De acordo com a SAMIM, nove terroristas foram mortos numa troca de tiros no distrito de Macomia. Os outros dois terão morrido no distrito de Nangade. Entre os abatidos havia dois líderes militares, Rajabo Fiquir e Abu Quitali. 

Macomia e Nangade mantêm-se assim como os principais bastiões dos terroristas nesta nova fase dos combates, desde a chegada das tropas estrangeiras. Mesmo com algum sucesso, as tropas da SADC continuam a ter dificuldades para conter os ataques terroristas nestes dois distritos. 

No passado mês de outubro a Força em Estado de Alerta da SADC anunciou o abate de 19 terroristas, incluindo o líder religioso dos mesmos, em Chitama, distrito de Nangade, junto à fronteira com a Tanzânia. Ao todo, as tropas desta comunidade da África Austral terão abatido cerca de 50 terroristas desde o início das operações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin