Tanzânia atacada por terroristas de Cabo Delgado

A Tanzânia foi invadida por terroristas que vieram, alegadamente, da província moçambicana de Cabo Delgado. Este ataque resultou na morte de 20 pessoas, que foram decapitadas na região Kitaya, província de Mtwara, a poucos quilómetros de Moçambique. 

O sucedido, atribuído ao grupo de terroristas que atua em Cabo Delgado, foi reivindicado pelo Estado Islâmico. A mesma entidade declarou ainda que assassinou três militares tanzanianos. 

Foi também destruído um veículo militar blindado, além de várias casas incendiadas, valores monetários roubados e armamento militar assaltado. 

Começaram a circular vídeos e fotografias nas redes sociais em relação ao sucedido. Tal mostra integrantes do grupo terrorista a decapitarem um homem e, posteriormente, a lançarem a cabeça da vítima para a estrada. 

Nesses mesmo vídeos os membros do grupo falam em Ki-SwailiKimuane e Emakwa“Não temos nada a ver com as eleições que se avizinham. Estamos cá e vamos matar e deixar a cabeça dele na estrada. Eles são porcos. Allah Akbar (Deus é grande), pode ouvir-se. 

Em outro vídeo o mesmo grupo aparece a rasgar o panfleto do atual Presidente da Tanzânia e candidato à própria sucessão, John MagufuliAllah Akbar. Sintam-se cumprimentados. Aqui está a cara de Magufuli e isto significa que estamos na terra dele. Convém nos apresentarmos que somos os al-shababs de Moçambique e vínhamos vos ensinar a nossa doutrina”, disseram. 

A Tanzânia torna-se assim no terceiro país vítima destes ataques, depois da República Democrática do Congo e de Moçambique. Este último lida há já três anos com o terrorismo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

Ucrânia e Rússia adiam negociações para esta quinta-feira

As negociações entre a Ucrânia e a Rússia foram adiadas para esta quinta-feira, 03 de março.  A delegação ucraniana está…
Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

Portugal agradece à Roménia apoio no repatriamento de portugueses e ucranianos

O primeiro-ministro português, António Costa, manifestou publicamente ao Presidente da Roménia, Klaus Iohannis, a sua gratidão pelo apoio prestado na…
Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

Guiné-Bissau: PGR quer vigilância acrescida a pessoas com enriquecimento anormal

O Procurador-geral da República (PGR) pediu aos magistrados para estarem atentos às pessoas que procuram vias fáceis para enriquecer, às…
Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

Moçambique: Oposição critica "silêncio" do Governo sobre invasão à Ucrânia

A Renamo e o MDM, partidos moçambicanos da oposição, condenam a invasão da Rússia à Ucrânia. Ambos criticam o “silêncio”…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin