Troika da SADC mantém missão militar em Moçambique

O presidente da Troika de Cooperação nas Áreas de Política e Defesa da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla inglesa), Cyril Ramaphosa, defendeu nesta terça-feira, 11 de janeiro, a prorrogação do mandato das forças que apoiam Moçambique no combate a grupos armados na província de Cabo Delgado. 

“Devemos todos estar cientes da necessidade de continuar a combater o terrorismo em Moçambique, um país irmão”, disse o também chefe de Estado da África do Sul, citado pelo “Notícias ao Minuto”. 

As declarações de Ramaphosa foram feitas durante uma cimeira extraordinária que uniu representantes da África do Sul, do Botsuana, de Moçambique e da Namíbia. O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, está presente no evento, que decorre também nesta quarta-feira, dia 12, em Lilongwe, no Malawi. 

No encontro têm sido analisados os progressos da missão da SADC enviada a Moçambique, para apoiar o país no combate ao terrorismo. O mandato dessa missão terminava no sábado, mas deverá ser prorrogada. 

“A nossa missão é agora estender a missão no terreno, uma decisão que deve ser homologada na cimeira desta quarta-feira”, concluiu Ramaphosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

Presidente da Rússia pede a Exército ucraniano para tomar o poder

O Presidente russo, Vladimir Putin, apelou ao Exército ucraniano para que retirasse o apoio ao Governo ucraniano, o que significa…
Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

Ucrânia confirma ataques da Rússia a creches e orfanatos

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, Dmytro Kuleba, confirmou os relatos de ataques e bombardeamentos a creches e orfanatos…
Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

Rússia prende mais de 1.800 manifestantes que são contra a guerra

As autoridades russas detiveram mais de 1.800 manifestantes que se opuseram à invasão à Ucrânia.  “Nós estamos preocupados com as…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin