Cabo Verde | Moçambique | Portugal

CGD de Portugal reduz presença em Moçambique e Cabo Verde até ao final de 2020

A Caixa Geral de Depósitos (CGD), banco estatal português, irá reduzir a sua presença em Cabo Verde e Moçambique até ao final de 2020, na sequência do seu Plano Estratégico 2017-2020 autorizado pela Comissão Europeia.  

Segundo o comunicado de imprensa do ministério das Finanças: “O ajustamento da estratégia internacional da CGD considera uma redução da exposição aos mercados de Cabo Verde e Moçambique até ao final de 2020, a qual não porá em causa a presença da CGD nesses países”.  

A CGD está em Moçambique representada no Banco Comercial e de Investimentos (BCI) com 61,5%; em Cabo Verde está representada no Banco Comercial do Atlântico com 52,5%, bem como no Banco Interatlântico, com 70%.  

Refira-se que o BNU Macau, o Banco Caixa Geral Angola, o BCI Moçambique e a sucursal de Timor eram “operações internacionais estratégicas”, ao abrigo do acordo que se estende até 2020. 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo