Portugal acolhe cada vez mais angolanos que “fogem” de Angola

O número de angolanos em Portugal continua a aumentar, de acordo com o último relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo de Portugal. O documento indica que em 2020 Angola foi o segundo país com mais pedidos de asilo e o quarto na solicitação de nacionalidade portuguesa. 

A quantidade de angolanos em território português tem crescido desde 2017. Nos últimos quatro anos, 770 angolanos pediram asilo em Portugal

Segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal, Angola é o segundo país na tabela de pedidos de asilo registados. Apesar de o país governado por João Lourenço viver em clima de paz desde 2002, muitos angolanos continuam a “fugir” do País para solicitar proteção e abrigo em terras lusófonas. 

Apesar de o SEF não esclarecer os motivos apresentados pelos solicitantes, a análise aos documentos divulgados indica que em 2017, o primeiro ano de João Lourenço enquanto Presidente da República, os pedidos de asilo por parte de angolanos em Portugal foram quatro vezes superiores aos registados em 2016, passando de 30 para 121. Desde então, o número começou a subir. 

As Nações Unidas definem que o direito de asilo pode ser requerido por cidadãos vindos de países em situação de conflito ou onde sejam perseguidos devido à sua raça, religião, nacionalidade, opiniões políticas ou integração em certo grupo social.

One Comment

  1. Filipe Pinto

    Estranhamente, notícias como esta , levam a TPA a acusar Portugal de ingerência de nos assuntos internos angolanos. Vá se lá saber porquê?…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: ISS divulga "divisões profundas" entre tropas em Cabo Delgado

Moçambique: ISS divulga "divisões profundas" entre tropas em Cabo Delgado

O instituto de análise sul-africano Institute for Security Studies (ISS) publicou um estudo que menciona a existência de “divisões profundas…
China propõe reforço de cooperação com CPLP

China propõe reforço de cooperação com CPLP

O primeiro-ministro da China avançou com propostas para o reforço da cooperação com países da Comunidade dos Países de Língua…
Cabo Verde: Erradicação da pobreza extrema custa 8 milhões de contos

Cabo Verde: Erradicação da pobreza extrema custa 8 milhões de contos

O ministro da Família, Inclusão e Desenvolvimento Social em Cabo Verde, Fernando Elísio Freire, declarou que são necessários cerca de…
Timor-Leste: PIB aumentou 1,5% em 2021

Timor-Leste: PIB aumentou 1,5% em 2021

O Governo timorense divulgou um comunicado com a informação de que o Produto Interno Bruto (PIB) registou um crescimento de…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin