Portugal recebe mais 210 refugiados afegãos

Portugal recebeu nesta terça-feira, 16 de novembro, mais 210 refugiados afegãos, segundo a agência “Lusa”. O país já tinha acolhido 266 cidadãos do Afeganistão desde que os talibãs tomaram o poder, a 15 de agosto. 

De acordo com o secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação português, Francisco André, um grande número de mulheres e crianças integrava o grupo de 210 refugiados que chegaram a Lisboa. 

Dos 476 refugiados afegãos acolhidos até ao momento, muitos são pessoas que colaboraram com as forças militares portuguesas, com as da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO) ou com as das Nações Unidas no Afeganistão. Também alguns dos seus familiares já estão em território português. 

Francisco André acrescentou que o grupo integra pessoas consideradas “vulneráveis” ao regime talibã, entre os quais mulheres, mulheres jovens, ativistas dos direitos humanos, jornalistas, juízes, juristas e alguns familiares das jogadoras de futebol feminino afegãs que já se encontram em Portugal. 

“Com a chegada dos 266 refugiados afegãos fica quase concluído o compromisso que Portugal assumiu no quadro da resposta ao apelo internacional para receber refugiados oriundos do Afeganistão”, declarou, uma vez que o número de afegãos esperados “não ultrapassará as duas dezenas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

Brasil: FMI anuncia previsão negativa para o crescimento do Brasil em 2022, apenas 0,3%

O Fundo Monetário Internacional (FMI) derrubou as suas previsões de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2022…
Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

Moçambique: PM observa impacto da depressão tropical Ana em Nampula

O primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário, inicia nesta quarta-feira, 26 de janeiro, uma visita de trabalho à província de…
Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

Cabo Verde: PAICV diz que falta de voos domésticas e custos elevados são grandes obstáculos ao desenvolvimento económico

A declaração foi feita pelo porta-voz da Bancada parlamentar do PAICV, Walter Évora, durante a conferência de imprensa de balanço…
Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

Angola: Governo aprova plano de endividamento para 2022

A Comissão Económica do Conselho de Ministros de Angola aprovou nesta terça-feira, 25 de janeiro, o Plano Anual de Endividamento…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin