Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde a invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada a 24 de agosto. 

A informação foi avançada à “Lusa” nesta sexta-feira, 25 de novembro, por Pedro Filipe, da Divisão de Reconhecimento, Mobilidade, Cooperação e Internacionalização da DGES. 

Segundo o responsável, que falou em Braga no âmbito da conferência “Será o nosso Ensino Superior inclusivo?”, promovida pelo Universities Portugal, o processo de reconhecimento foi “automático”

“Desde que começou a guerra na Ucrânia foi introduzida legislação específica para pessoas que estão em situação de proteção temporária, que Portugal acolheu. Nós facilitamos o processo de reconhecimento das qualificações”, esclareceu.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Moçambique: Atraso de salários gera greve no município de Nacala

Mais de setecentos funcionários e agentes do Estado afetos ao Conselho autárquico de Nacala, na província de Nampula, encontram-se em…
Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

Cabo Verde: UCID comenta mensagem de Ano Novo do PR

O líder da UCID, João Santos Luís, comentou nesta terça-feira, 03 de janeiro, a mensagem de Ano Novo do Presidente…
Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

Brasil: Lula assina primeiros decretos para o novo governo

No dia em que assumiu a presidência do Brasil pela terceira vez, Luiz Inácio Lula da Silva assinou vários decretos…
Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Moçambique: Arrancou a edição de 2023 do Recenseamento Militar

Arrancou ontem, 03 de janeiro, em Moçambique, o processo de Recenseamento Militar edição 2023, sob o lema: “Recenseamento Militar: Promovendo…