PR de Portugal critica “diálogo insuficiente” na saída do Afeganistão

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, criticou nesta segunda-feira, 11 de outubro, o “diálogo insuficiente” entre aliados na saída “embaraçosa, para dizer o mínimo”, do Afeganistão

Neste âmbito, pediu que a União Europeia (UE) e a NATO (OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte) alinhassem posições. O apelo foi feito durante uma intervenção em inglês na 67.ª sessão da Assembleia Parlamentar da NATO, realizada num hotel de Lisboa. 

De acordo com Rebelo de Sousa, Portugal tem uma “lealdade duradoura e imutável” para com a Aliança Atlântica, da qual é membro desta a sua fundação, em 1949. Como tal, é “aliado nos bons e nos maus momentos”

O chefe de Estado defendeu então um reforço do multilateralismo neste “tempo difícil e complexo multipolar” de “perigosas erosões de democracias”, de “recuperação assimétrica de economias e sociedades” e “também de recentes abordagens internas diferentes e a queda embaraçosa, para dizer o mínimo, do Afeganistão, com diálogo insuficiente entre aliados”

Para o governante, a NATO deve transmitir “uma mensagem forte e clara de coesão, unidade e solidariedade”. A mesma deve espelhar-se no seu novo conceito estratégico, que deverá ser aprovado em Madrid, capital espanhola, em 2022. 

“A NATO, que tanto deu às democracias e à segurança coletiva, precisa que esta trajetória plural e multilateral seja reforçada”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin