Angola | Lusofonia | Portugal

Presidente da República português em Angola para a tomada de posse de João Lourenço

O Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, viajou para Luanda, capital angolana, onde chegou às 7:00 desta segunda-feira, e onde vai assistir à tomada de posse do novo Presidente de Angola, João Lourenço, que vai ocorrer amanhã, terça-feira. O chefe de estado vai ser recebido esta tarde, no palácio presidencial, por José Eduardo dos Santos, em fim de mandato.

Marcelo realçou as “relações fraternais” entre os dois países, e declarou que não podia deixar de estar na cerimónia de investidura do novo chefe de Estado angolano, por ser uma “festa de família”. “A minha presença é a presença de milhões de portugueses”, sublinhou.

Em Luanda, com o Presidente da República, está também o ministro português dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, que assegura que “a nível político, não há nenhum problema na relação entre Portugal e Angola”, garantindo que, entre as empresas portuguesas, “há ideia de continuar a investir em Angola”, apesar da crise que o país atravessa, o que pode ser facilitado pela “predisposição” do Governo português em abrir linhas de crédito para facilitar pagamentos.

Ainda sobre as dúvidas sobre o estado das relações entre Portugal e Angola, nomeadamente devido às investigações da Justiça portuguesa a figuras do regime angolano, Marcelo assegurou que “Aquilo que nos une é muito mais do que aquilo que nos pode separar”, afirmou Marcelo Rebelo de Sousa, que classifica estes atritos como problemas em família.

“Angola pode contar com Portugal, com as empresas, os empresários, os trabalhadores portugueses. E Portugal também obviamente conta com os milhares de angolano que lá vivem, que lá trabalham que lá criam riqueza, a todos os níveis, na economia, na sociedade portuguesa. Estamos juntos, estamos juntos e isso ninguém nos tira”, concluiu Marcelo Rebelo de Sousa.

Na terça-feira, além de participar na cerimónia de posse pela manhã, Marcelo Rebelo de Sousa terá encontros bilaterais e com a comunidade portuguesa.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo