África Subsaariana | Ásia | Europa | Portugal

RDC: Exploração ilegal de madeira denunciada pela ONG Global Witness envolve Europa e Ásia

Foto: DR

A ONG Global Witness publicou hoje o relatório “Total Systems Failure: Exposing the global secrecy destroying the forests in the Democratic Republic of Congo”, em que revela a investigação levada a cabo ao longo de 2 anos sobre a exportação ilegal de madeira da República Democrática do Congo (RDC) para países europeus e asiáticos.

Segundo o relatório da Global Witness, a Norsudtimber, empresa com sede no  Liechtenstein, tendo como sócios, entre outros, três portugueses, tem vindo a explorar ilegalmente concessões de madeira na RDC.  

A Norsudtimber, em conjunto com as subsidiárias Sodefor, Forabola e La Forrestière du Lac, controla 60% do mercado de exportação de madeira internacional.  

De acordo com a ONG: “A empresa europeia Norsudtimber, a maior detentora de concessões de exploração de madeira, que cobre 40 mil quilómetros quadrados da floresta tropical, na RDC, está a operar ilegalmente em 90% dos seus locais”. 

O relatório envolve Portugal como um dos principais importadores de madeira através deste esquema, bem como a Noruega e a França que prevêem financiar um programa no valor de 18 milhões de dólares para alargar o âmbito de actividades da Norsudtimber na RDC.

A Global Witness refere que a “China, Vietnam, França e Portugal também não conseguem deter o comércio ilegal de madeira da Norsudtimber: 78% de suas exportações de madeira foram para o Vietnam e China entre 2013 e 2017, 11% foram para a Europa, com a maioria indo para Portugal e França (vídeo em baixo, disponibilizado no YouTube pela ONG Global Witness).

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo