Cabo Verde | Portugal

Solução “transitória” para a evacuação dos doentes em Cabo Verde

Luís Filipe Tavares, ministro da Defesa cabo-verdiano, anunciou na sequência da assinatura do “Memorando de Entendimento para a Evacuação Médica de Doentes” em Cabo Verde que o executivo de Ulisses Correia e Silva já tem uma “solução transitória” para a evacuação dos doentes cabo-verdianos.  

De acordo com Luís Tavares, irá ser alugado um avião Jetstream 32, pertencente ao grupo português Sevenair, que ficará sedeado na cidade da Praia, Santiago, ao cuidado da Guarda Costeira, prestando serviço de evacuação médica, bem como busca e salvamento em todo o território cabo-verdiano.  

Segundo as declarações do ministro da Defesa: “Apresentamos uma solução transitória que será esse Jetstream que é uma aeronave bastante rápida e também utilizada a nível internacional para evacuações médicas, que é a nossa prioridade de momento”.  

O executivo cabo-verdiano encontra-se em negociações com a Sevenair de forma a encontrar uma “solução definitiva” para o problema dos doentes evacuados no país.  

Esta “solução definitiva” passa pela aquisição de um avião Casa-212 até ao final do corrente ano, que poderá também operar nos aeródromos de Ponta do Sol, em Santo Antão, e Esparradinha, na Brava, após a reabilitação dos dois aeródromos. 

O ministro da Defesa referiu que o Casa-212 é um avião com uma “excelente autonomia e rapidez sobretudo”, garantindo a ligação entre ilhas, e “não tem nenhuma limitação” em operar nos aeroportos do país.  

Tavares acrescentou ainda que Eurico Monteiro, embaixador de Cabo Verde em Portugal, já assinou com o grupo Sevenair um acordo para o aluguer do avião Jeststream, a “solução transitória” para a evacuação dos doentes em Cabo Verde até ao final de 2018.  

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo