Diplomacia | São Tomé e Príncipe

Ali Bongo chega esta terça-feira a São Tomé e Príncipe

O Presidente do Gabão, Ali Bongo Odimba, é esperado, esta terça-feira, em São Tomé e Príncipe para uma visita de algumas horas.

Fonte diplomática disse que Ali Bongo vem a São Tomé numa missão de consulta na qual vai abordar questões sobre a próxima cimeira da Comunidade Económica dos Estados de África Central (CEEAC). A fonte precisou ainda que Libreville pretende também obter o apoio diplomático de São Tomé para garantir a manutenção da sede da CEEAC, hoje disputada por Luanda.

Recorde-se que na semana passada, Manuel domingos Augusto, Ministro de Relações Exteriores de Angola, estabeleceu em São Tomé contactos e entregou a Evaristo de Carvalho uma carta de João Lourenço, presidente de Angola, a propósito da cimeira da CEEAC, marcada para 12 de março em Libreville, capital do Gabão. São Tomé e Príncipe ainda não revelou a sua posição quanto a esta disputa entre Libreville e Luanda.

O Gabão, apesar de ser um país francófono, é o país com o qual São Tomé e Príncipe tem fronteira e geograficamente mais próximo do arquipélago, sendo também o país francófono que acolhe mais de sete mil emigrantes são-tomenses. No entanto, as trocas comerciais entre Libreville e São Tomé são atualmente muito residuais, contrariamente com Luanda onde vivem mais de 20 mil são-tomenses.

Além de partilhar laços históricos com Angola, São Tomé e Príncipe importa, tradicionalmente, de Angola, petróleo a fim garantir energia e outros serviços no país. Publicamente refere-se que mais de 50% dos 400 milhões de dólares da dívida externa de São Tomé são referentes à importação de combustível angolano.

Observadores admitem que São Tomé vai estar perante uma situação difícil no âmbito deste “namoro”, uma vez que precisa de fazer um jogo de equilíbrio diplomático que não se afigura fácil para autoridades de São Tomé e Príncipe.

Está prevista a presença na Cimeira de Libreville dos líderes de Angola, Chade, Camarões, Guiné Equatorial, Congo Brazzaville, Republica Centro Africana (RCA), República Democrática do Congo, Ruanda, Burundi, São Tomé e Príncipe, e o Gabão que acolhe o evento.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo