Parlamento são-tomense autoriza deputado Osvaldo Vaz a ser interrogado como arguido

O parlamento de São-Tomé e Príncipe aprovou esta manhã, o projeto de resolução que autoriza o deputado Osvaldo Vaz, do MLSTP-PSD, a ser interrogado como arguido num processo judicial de tentativa de corrupção aos magistrados judiciais , escreve a agência de notícias STP-Press. O projeto de resolução foi aprovado com 54 votos a favor, nenhum contra e nenhuma abstenção.

Há cerca de duas semanas, Osvaldo Vaz apresentou demissão das funções do vice-presidente do maior partido da oposição são-tomense, MLSTP-PSD, alegando questões políticas.

A autorização decorre uma semana depois da aprovação do deputado Delfim Neves, do PCD, a ser também interrogado como arguido no mesmo processo. O processo judicial de alegada tentativa de suborno aos magistrados surgiu no âmbito de uma queixa-crime apresentada pelo Presidente do Tribunal Supremo de Justiça, Silva Cravid, contra o seu ex- assessor, Justino Veiga, envolvendo os deputados Delfim Neves e Osvaldo Vaz. O processo inclui ainda outra queixa pelo administrador da Rosema, Nino Monteiro, contra os três acusados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Secretário Executivo da CPLP em STP

Secretário Executivo da CPLP em STP

Zacarias Nazaré, Secretário Executivo da CPLP, encontrou-se esta segunda-feira, na capital São-Tomense com Ministra dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Edite…
Afeganistão: Aumenta número de cidadãos a passar fome

Afeganistão: Aumenta número de cidadãos a passar fome

O Banco Mundial divulgou uma pesquisa nesta terça-feira, 15 de março, onde se conclui que mais afegãos passam fome desde…
Ucrânia: Presidente admite impossibilidade da adesão à NATO

Ucrânia: Presidente admite impossibilidade da adesão à NATO

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, reconheceu nesta terça-feira, 15 de março, que a Ucrânia não poderá integrar a NATO. Essa…
Timor-Leste: Ruak pede a Lu-Olo exoneração de Oan Soru

Timor-Leste: Ruak pede a Lu-Olo exoneração de Oan Soru

O primeiro-ministro de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, sugeriu ao Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, que exonerasse o Secretário de…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin