São Tomé e Príncipe

PCD vai concorrer às eleições presidenciais de 17 de Julho

O Partido de Convergência Democrática (PCD) anunciou ontem, domingo, que vai apresentar um candidato próprio para as eleições presidenciais de 17 de Julho em São Tomé e Príncipe.

O porta-voz do partido, Gil Costa, afirmou que, depois de um encontro de trabalho e de planeamento do partido na Região Autónoma do Príncipe, o candidato do PCD tem como objetivo principal evitar que São Tomé e Príncipe não volte a cair numa situação de partido único e consequente ditadura.

Gil Costa, assegurou que o candidato do PCD, cujo nome ainda não foi revelado,  vai servir de alternativa a Evaristo de Carvalho, candidato do ADI, partido que está no poder e com fortes interesses que o seu candidato vença as eleições.

Para Gil Costa se essa alternativa acontecer, não tem dúvidas que a situação do país poderá vir a piorar, no que diz respeito ao clima de paz e a democracia existente no país. De acordo com este responsável, tudo aponta que antes de 17 de Junho, data limite de apresentação das candidaturas, o partido liderado pelo médico Arlindo de Carvalho vá anunciar o seu candidato aos são-tomenses e espera, que, segundo ele, “vem para garantir o reforço da democracia, Estado de Direito e concórdia nacional em São Tomé e Príncipe”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo