Especial COVID-19 | São Tomé e Príncipe

São Tomé continua em Estado de Calamidade

O governo de São Tomé e Príncipe, liderado pelo Primeiro-ministro Jorge Bom Jesus, prorrogou por mais 15 dias o Estado de Calamidade na ilha de São Tomé,  a ilha do Príncipe contínua em Estado de Emergência, para evitar a propagação da pandemia de Covid-19 no país.

O anúncio foi feito na passada sexta-feira pelo Ministro da Saúde Edgar Neves, depois da reunião de Comité de Crise face a pandemia da Covid-19.

Segundo o titular da Saúde a equipa técnica do ministério “orientou no sentido de mantermos o Estado de Calamidade por mais 15 dias em São Tomé e a ilha do Príncipe continuar com Estado de Emergência”.

Edgar Neves salientou que a decisão do governo que faz parte deve-se “ ao aumento progressivo de casos da pandemia de Covid-19 quer em São Tomé como na ilha do Príncipe nesses primeiros meses do ano”.

Tendo alertado a população para as medidas de prevenção, o ministro citou a higienização das mãos, uso de mascara e distanciamento social.

Recorde-se que o coronavírus já provocou 19 mortes em São Tomé e Príncipe, e o balanço desta sexta-feira, São Tomé e Príncipe registou 47 casos novos de coronavírus nas últimas horas 24 horas e total subiu para 1.478 casos por acumulação.

Recuperados rondam cerca de 1.100, 2 doentes internados no hospital de campanha,  357 em isolamento domiciliar.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo