São Tomé e Príncipe: Covid-19. Fiscalização reforçada no fim da semana santa

As autoridades vão adotar “um plano especial de fiscalização e patrulhamento” entre sexta-feira e domingo, últimos dias da semana santa.

 

A Polícia Nacional e os serviços de inspeção económica estão envolvidos, “no sentido de se garantir o cumprimento escrupuloso das medidas restritivas e assegurar a comemoração de uma Páscoa segura a todos, sem grandes festas, manifestações culturais e aglomerações de pessoas”, diz o comunicado do Conselho de Ministros.

Os infratores estão sujeitos a sanções previstas na lei.

O governo prorrogou a “Situação de Calamidade” a partir de 1 de abril e por mais duas semanas, em que renova as medidas restritivas adotadas nos últimos 15 dias, com destaque para uso correto de máscaras, higienização constante das mão e o distanciamento físico.

 

«Atendendo o período especial em que vivemos, com as celebrações da semana santa, época de grande fervor cristão e de realização de várias atividades que propiciam a circulação e aglomeração de pessoas, o Governo decidiu manter todas as medidas de restrição que se encontram atualmente em vigor até as 24h do dia 4 de abril», lê-se no comunicado que a e-Global teve acesso,

 

A propósito da semana santa, mantém-se “a proibição de realização de peregrinações e procissões”. Entretanto, missas e cultos estão permitidos, em dias alternados, com ocupação de 50% da capacidade de lotação das igrejas ou templos, respeitando as regras gerais sanitárias.

 

A avaliação da situação epidemiológica no país feita na semana passada constatou “uma relativa diminuição do número de casos positivos e aumento do número de casos recuperados em São Tomé e a estabilização da situação na Região Autónoma do Príncipe nos últimos dias”.

 

Por outro lado, “a taxa de internamento nos Hospitais de campanha diminuiu significativamente, tanto em São Tomé, como no Príncipe, onde há mais de um mês não se regista nenhum caso de internamento”.

 

A atualização do quadro epidemiológico será feita ainda esta semana na reunião do Conselho de Ministros e, “em função dos resultados, serão definidas as novas medidas de restrição que entrarão em vigor a partir do dia 5 de abril”, sublinha comunicado.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Cabo Verde: Brava anuncia formação gratuita em Marketing Digital

Já estão abertas as inscrições para uma formação gratuita em Marketing Digital na ilha da Brava, avança “A Nação”. Esta…
Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

Ucrânia: Presidente assina pedido de adesão à União Europeia

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assinou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, o pedido formal de adesão à União Europeia…
Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

Ucrânia: Ataque russo em Kharkiv causa 11 mortes

O Governo ucraniano afirmou nesta segunda-feira, 28 de fevereiro, que morreram 11 pessoas e centenas ficaram feridas durante um ataque russo…
Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

Angola: Cidadãos angolanos fogem da Ucrânia

A maioria dos angolanos que viviam em Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia, decidiu abandonar o local no sábado, 26…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin