São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe: Crise dos combustíveis chega ao fim

Após dias de sucessivos apagões, depois de a EMAE ter suspendido o fornecimento de energia em quase todo o país, em consequência da rotura do gasóleo, chegou a São Tomé um petroleiro angolano que vai reabastecer a central de armazenagem da ENCO.

A ENCO pertence à petrolífera angolana Sonangol, a única abastecedora de  combustíveis do país.

Referindo-se à boa nova, Osvaldo Vaz, Ministro das Finanças, Planeamento e Economia Azul, disse que o petroleiro angolano chegou nas primeiras horas de hoje e que nas próximas horas, as principais gasolineiras do país serão abastecidas para se pôr termo à crise vigente de combustíveis que se faz sentir.

A ausência de combustível tem gerado, além dos apagões sucessivos, inúmeras filas de pessoas que procuram o gasóleo para a pesca, para a cozinha e para os veículos automóveis junto das gasolineiras da Cidade de São Tomé, capital do país.

Apelando à calma, o governante garantiu à população que “a situação não voltará a repetir-se e estamos em negociações com a Sonangol para se evitar a situação”.

O governante fez questão de acompanhar pessoalmente a descarga dos hidrocarbonetos, prescindindo das cerimónias centrais da celebração do 44º aniversário da Independência que se comemora hoje, 12 de Julho.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo