São Tomé e Príncipe

STP Covid-19: O número de infetados manteve estável no fim de semana

A última atualização de casos da Covid-19 em São Tomé e Príncipe indicou que não houve alteração durante o fim de semana. O governo confirmou a recuperação de 4 dos 8 casos positivos do coronavírus. 4 com problemas respiratórios estão internados no Hospital Ayres de Menezes e o seu estado é estável.

Entretanto, 149 cidadãos foram testados. 63 casos estão em isolamento domiciliar e sob vigilância médica e nenhum óbito foi registado até agora. Os dados foram divulgados na tarde desta segunda-feira pela equipa do Ministério da Saúde.

No processo de rastreio em curso, foram realizados um total de 30 testes rápidos, tendo resultado 24 negativos, quatro positivos e dois estão ainda a espera de resultados.

Relativamente aos testes PCR, foram realizados, até agora, um total de 119, sendo 24 em Portugal, 16 no Gabão e 80 na Guiné Equatorial, resultando, 114 negativos, 4 confirmados [positivos] e um inconclusivo.

Por outro lado, esta segunda-feira, 15 taxistas e moto-taxistas foram levados ao Ministério Público por organizarem barricadas e obstrução das vias públicas.

Fazem parte das 35 pessoas detidas no fim de semana pelas patrulhas mistas por terem violado o recolher obrigatório decretado pelo executivo, a partir das 19 horas, como uma das formas de evitar a propagação da Covid-19,

Ao contrário dos outros detidos, os taxistas e “motoqueiros” tinham sido libertados 24 horas depois, mas sob termo de identidade e residência, porque tinham que ser apresentados ao Ministério Público.

Segundo o comissário da polícia, Isac Penhor, das 35 pessoas, 17 foram detidos em Água Grande, oito em Mé Zóchi, os dois distritos mais populosos do país, cinco em Lobata e outros cinco em Cantagalo.

Na fiscalização do confinamento, a Policia Nacional conta com o apoio de dois batalhões das Forças Armadas, bem como os efetivos da Unidade de Defesa e Proteção dos Dirigentes do Estado (UPDE) e da Polícia Aduaneira.

Enquanto isso, chegou ao país, esta segunda-feira, mais um cargueiro com materiais e equipamentos, entre os quais dois ventiladores doados por bilionário chinês Jack Ma, do grupo Alibaba, para apoiar o arquipélago em ações de combate ao coronavírus.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo