São Tomé e Príncipe

STP: Evaristo Carvalho pede a apoio Comunidade Internacional para realização dos testes no País

O Presidente da República, Evaristo Carvalho, mostrou-se hoje “deveras preocupado” com o aumento de casos de Covid-19 no País e apelou hoje à comunidade internacional “a assegurar que os testes diagnósticos sejam realizados no território são-tomense e de forma contínua”.

Evaristo Carvalho discursou na manhã desta terça-feira na abertura de uma reunião sobre a evolução da Pandemia Coronavírus no País, onde estiveram presentes os titulares dos órgãos da soberania, com realce para o Presidente da Assembleia, Delfim Neves, o Primeiro-Ministro, Jorge Bom Jesus, Procurador Geral da República, Kelves Carvalho bem como a Coordenadora das Nações Unidas em São Tomé, Zhaire Virane e a Representante da OMS, Anne Ance entre outras individualidades.

No seu discurso, Evaristo Carvalho disse “faço um veemente apelo à Comunidade Internacional, na pessoa de Vossas Excelências, a Coordenadora Residente do Sistemas das Nações e a Representante da OMS, de entre outras questões que serão vistas com o Ministério da Saúde, o Laboratório e os respetivos reagentes, de modo a assegurar que os testes diagnósticos sejam realizados em São Tomé e Príncipe de forma contínua”

Tendo argumentado que “solução encontrada de envio de testes para o estrangeiro não parece ser a mais indicada, e mantendo a assistência técnica para garantia da biossegurança,”- o Presidente Evaristo Carvalho sublinhou que “igualmente preocupa-me a questão dos ventiladores, bem como assistência técnica para o seu adequado funcionamento e formação de quadros nacionais para a sua utilização, incluindo de intensivistas”.

“O quadro é muito sombrio. É deveras preocupante”- disse para depois sublinhar que “por isso, temos que mudar o paradigma dos trabalhos desta reunião, pois, a situação alterou-se profundamente de sábado para hoje. Claro que não me refiro à realidade em si, mas à nossa apreensão da mesma. Ao conhecimento que temos hoje da realidade. E é a luz dessa dura e cruel realidade que devemos conduzir os trabalhos da reunião”.

“Os resultados chegaram e são simplesmente assustadores. Dir-se-ia que caiu uma bomba no nosso País. De um total de 213 casos, 161 casos positivos! 76%!”, disse Evaristo Carvalho tendo sublinhado que “sabíamos que havia casos de contaminação no seio da população, na altura com 1 óbito oficial e que alguns quadros de saúde tinham sido infectados no Hospital Dr. Ayres de Menezes, mas estávamos longe de imaginar que o nível de contaminação fosse tão elevado. È caso para perguntar, quantos casos positivos teriam sido encontrados se tivéssemos testado 1.000 ou dois mil casos, em vez dos 213 enviados ao laboratório de Gana”.

Quanto aos temas a serem abordados na reunião de hoje o presidente manifestou desejo de aprofundar várias questões sobre a pandemia do País tais como, “aspectos epidemiológicos, em que fase estamos, e como lidar com a situação, diagnósticos de novos casos: qual a capacidade de testagem enquanto não chega laboratório, quais as medidas de controlo da transmissão e propagação da doença”

Como outros assuntos da reunião Evaristo Carvalho citou ainda “como garantir a segurança dos profissionais de saúde, bem como demais pessoas envolvidas na luta contra a doença, qual a capacidade do sistema de saúde para aguentar o impacto da doença na sua estrutura, informação e comunicação com a população: que avaliação fazemos; que aspectos necessitam de melhoria, para que as mensagens sejam bem recebidas, entendidas e interiorizadas”.

“Finalmente, aspectos que se prendem com a coordenação e liderança de todo o processo. Este aspecto é de importância crucial no combate a Covid-19 no País”, sublinhou ainda o Presidente no âmbito dos assuntos da reunião desta manhã no palácio presidencial na capital são-tomense.

De acordo com os últimos dados divulgados sobre a evolução da Covid-19 no País, as autoridades confirmaram na tarde de terça-feira 13 novos casos positivos da doença que se juntaram a um anterior total de 174 casos dos quais, 4 já recuperaram, 9 estão em internamento hospitalar, 12 em isolamento domiciliar e outros sob controlo da equipa médica de vigilância.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo