São Tomé e Príncipe

STP: Governo remodelado reúne pela primeira vez em Conselho de Ministros

O governo remodelado teve a sua primeira reunião esta terça-feira, depois da tomada de posse e da transferência de pastas, durante o dia de ontem.

Supõe-se que o primeiro-ministro, Jorge Bom Jesus, vai exigir de todos os integrantes e, em particular dos novos membros, o maior empenho e competência no exercício das suas tarefas.

Três novos ministros e um secretário de Estado foram empossados esta segunda-feira. Edite Tenjua, como titular dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades; Cílcio Pires dos Santos, dos Assuntos Parlamentares, Reforma do Estado e Descentralização; Aerton Crisóstemo, Turismo e Cultura; e Eugénio Vaz do Nascimento, como secretário de Estado das Obras Públicas, Ambiente e Ordenamento do Território

No ato de empossamento, o presidente da República pediu ao governo e, em particular, ao primeiro-ministro, para ter maior “sentido de responsabilidade e seriedade”, com vista a fazer face “às fraquezas internas” e responder os “compromissos com os parceiros bilaterais e multilaterais”.

“Durante a minha vida politica, pugnei-me por um trabalho sério, responsável e honesto, dentro de um ambiente de cooperação, tranquilidade, coesão social, ponderação e estabilidade”, disse Evaristo Carvalho.

O chefe de Estado recordou ainda que por ocasião da celebração da festa nacional em 12 de julho passado lançou um apelo “para se chegar a um entendimento nacional com vista à definição de um plano de desenvolvimento futuro para a nossa sociedade”, apelando o governo para trabalhar “com ponderação e muita cooperação para o desenvolvimento de São Tomé e Príncipe”.

O chefe do governo, por sua vez, considerou a remodelação do governo como “um processo normal, sem dramas, depois de mais de um ano e meio de desgaste inerente ao próprio processo de governação”.

“As permanências, as saídas, as entradas e as reafetações fazem parte deste processo, sobretudo porque nós quisemos reajustar a estrutura, os carretos do sistema à nova dinâmica social, cultural, politica e financeira nesse processo de retoma da Covid-19”, disse Jorge Bom Jesus.

O primeiro-ministro explicou que esta remodelação surge no âmbito de “uma nova dinâmica para se poder resolver os problemas mais candentes do povo de São Tomé e Príncipe, sobretudo melhorando os padrões de vida do povo”.

Bom Jesus expressou “gratidão pelo trabalho prestado” pelos membros do governo “que saem”, prometeu trabalhar com outros órgãos de soberania para a “estabilidade política, governativa e a paz social para tirar o país da situação em que se encontra”.

“O eterno recomeço não traz benefícios para ninguém” disse o chefe do executivo. Prometeu igualmente “garantir um relacionamento institucional saudável com todos os órgãos de soberania, em particular o presidente da República”.

“Nós precisamos de dar uma imagem de políticos com toda a responsabilidade, até porque precisamos defender a imagem de São Tomé e Príncipe”, disse Jorge Bom Jesus.

Considera que é necessário “tirar ilações desta crise política que acaba por ser geradora de oportunidades, para que possamos repensar as nossas condutas em termos de relacionamento futuro”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo